domingo, 17 de outubro de 2010

Coisas de balanceamento.

Posso até parecer quebrada, frágil, doente, neurótica, fracassada. Mas somente eu sei o preço que paguei por isso, e valeu o fato d'eu saber que pelo menos pulei no precipío sem ter medo de ter o vento batendo no meu rosto.

P.S.: Quando penso que fui uma completa imbecil, lá vem Pessoa sussurrar de novo em mim: "tudo vale a pena se a alma não é pequena".

5 comentários:

Diana Francis disse...

Reminiscências de guerra.

' Jαdє Amσrιm disse...

Podemos dizer que para tudo que fazemos temos um preço, e não devemos nos preocupar com isso.
Como disse a Diana: Reminiscências de guerra.
Não poderia definir melhor, rs.

Beeijos!

Isa disse...

*o* muito legal seu blog! adorei mesmo x)
estou seguindo, segue o meu também?
beijos, e obrigada! :**

http://garotasdeallstar.blogspot.com

Milla disse...

Temos que arriscar algumas vezes, nem que seja para dar coragem para os demais assumirem seus desejos de verdade. A vida é assim mesmo, cheia de riscos e medo de arriscar..
Saudades de você, Marry!

Karine Vilela disse...

heey me indicaram o blog *--* , tem um desafio pra ti no meu. beijs