terça-feira, 21 de outubro de 2008

Desculpa! Não consigo mandar no coração!

Esses dias estava conversando com uma amiga, e ela me disse:
- E também?! Quem namoraria um cara tão mais velho?!
E eu nem lembro mais o que respondi, mas na mesma hora lembrei do blog.
E eu percebi que eu cansei desse preconceito! Cansei das pessoas medirem os (nossos) amores por classes sociais, famílias, ou beleza. Cansei das pessoas me dizerem para ter juízo, porque ele tem idade para ser meu pai.
E?! E daí que a pessoa que nós amamos é mais velho?!
Cansei dessa coisa de parar nos sinais vermelhos e ver nos outros carros, casais quietos, um olhando para uma janela e outro para outra, cansei de ligar a TV e ver que uma pessoa somente casou com a outra por dinheiro, fama ou sexo. Cansei das pessoas hipócritas e ridículas acharem que o amor é algo que chega devagar, que esse sentimento é um pensamento, que acordamos e dizemos que hoje iremos amar determinada pessoa, que nós, de uma hora para outra, determinamos se seremos heteros ou homossexuais!
Não! Não tem essas coisas! Amor não se escolhe, é um sentimento que faz com que tenhamos um friozinho na espinha, uma felicidade sem vergonha e um medo gostoso que vem logo seguido à um risinho.
O amor aparece sem querer, não dividimos as pessoas por amor, de uma hora pra outra a gente ama e pronto!
Para que as pessoas teimam em procurar a pessoa perfeita que é um verdadeiro sonho (rico, lindo, e com a mesma idade que a nossa), se o nosso coração é quem manda e mesmo a mente mais potente do mundo não consegue segurá-lo?!
O coração é quem manda se queremos ficar com homens ou mulheres, se queremos viver com ricos ou com pobres, se amamos maravilhosos ou horríveis.
Não é nossa culpa! Não é nossa culpa que não conseguimos esquecer o amor não correspondido, não adianta você mandar esquecermos aquela pessoa, porque simplesmente não temos esse poder. Quem me dera poder acordar e dizer que não irei mais chorar em baixo das cobertas por causa daquela pessoa que nos entregamos, mas ela não nos ama.
Tem um amigo meu que senta perto de mim, ele vive (ou vivia!? sabe que não lembro...) escrevendo o nome de uma garota que ele gostava (ou gosta?!) no caderno e apostila dele, e os amigos (as) mandavam ele esquece-la, deixar pra lá! Mas, eu olhava aquela situação e pensava que não era culpa dele! Nós não mandamos no coração, não é nossa culpa que somente gostamos de canalhas, que nos fazem sofrer, não é nossa culpa que gostamos de pessoas do mesmo sexo, não é nossa culpa que gostamos de caras feios ou pobres, não é nossa culpa que não conseguimos esquecer determinadas pessoas, e sim, acredito que todos nós tentamos, mas não dá! Não é nossa culpa que gostamos de pessoas mais velhas!
O amor não quer ver diferenças, o amor não quer ver sofrimento, nós apenas queremos proteger quem amamos!
Deixem de lado a hipocrezia de fazer do amor um pensamento e julgar quem ama sem preconceito!

\o/

P.S.: obriigada pelos comentários! amo voces!

4 comentários:

Calvin disse...

Bom Marry, eu até concordo com o que disse.
Mas, vale lembrar que existem muitas exessões. Muita gente finge que ama. Por várias razões sociais, elas mentem só pra seguir o padrão que a sociedade estabelece.
É complicado generalizar, mas se o sentimento for mesmo verdadeiro, e principalmente não colque a vida de ninguém em risco (HaHa) eu concordo com você ;)

Rubi disse...

nhaai mto³³³³³³³³³³³³³³³³³ lindo isso, nem tenho palavras para dizer...lindo, lindo, lindoOoO

Isadora disse...

Quase chorei lendo.
Mocinha, você tem potencial.

Beijos, não deixe de escrever.

Ddh disse...

Concordo com tudo. Não é nossa culpa, não é culpa de ninguém. As pessoas deveriam pensar duas, três, quatro vezes antes de julgar os outros... ainda mais por um SENTIMENTO tão forte assim.