domingo, 26 de julho de 2009

Saudades e alguma coisa além.

Acho que saudade é um sentimento mais repentino e estranho que o amor, e talvez nunca passe. Um dia qualquer, nos levantamos da cama e sentimos saudades daquele café vindo da cozinha, do antigo gato branco se espreguiçando do lado do seu tênis. Sente falta daquele pão que sua mãe fazia quando você tinha só cinco anos, sente falta daquela sua vontade de ir para a escolinha (e o medo de sair de casa), sente saudades da antiga calçada, do antigo motorista do ônibus (que talvez nunca tenham se falado, mas você queria muito olhar aquele rosto, só por olhar), sente falta dos antigos amiguinhos, que você não tem noticia há anos. Algum dia nós percebemos que saudade vem com uma antiga foto, um antigo desenho, tem cheiro de chuva e montanha para alguns, e sensação de uma tarde ensolarada na praia, para outros. Saudade dói porque é intocável, é urgente, é fogo e neve ao mesmo tempo. Saudades daquela sua avó que você vivia mordendo, daqueles periquitos australianos que você vivia implicando, saudades das antigas briguinhas bobas e dos problemas pequenos e resoluções fáceis. Às vezes, saudades vêm quando, no meio da calçada lotada, sentimos um perfume conhecido, mas os rostos ao redor são totalmente desconhecidos; saudade de um jeito antigo de pensar, ultrapassado de ser. Saudade da antiga casa, das antigas palavras, das velhas novidades; saudade de tudo que você chorou, de todas as coisas que você viu, e com todas as piadas que você riu. Saudade deve doer, principalmente, porque todos os momentos, todos os olhares, risadas, cheiros e cores, fizeram toda nossa vida, somos nós mesmos, um pedaço da nossa própria alma que já está fechada e arquivada. E, humanamente, nós tentamos com urgência abri-la.

P.S.: People! Eu ganhei selos LINDOS de um moonte de gente MARA³, não postei ainda porque alguma coisa está me deixando com super lotação de coisas, mas quinta já tá tudo postado e encaminhado, ok?! :*

6 comentários:

J. disse...

Lindo o texto. A sudades é curiosa as vezes ela aumenta as vezes ela continua a mesma. Amei.
Se puder e quiser passa la no meu blog.
bjbj
J.

ℓiiα, ♥ disse...

"Saudade dói porque é intocável, é urgente, é fogo e neve ao mesmo tempo."

Amei mesmo o texto, Marry *-*'
Se não o meu favorito seu, está entre os melhores. FATO*
Me fez chorar (tô emocional esses dias, :T)

beijos pequena. :D

Nilsa Almeida disse...

Lindo texto...
Estou sentindo muitas saudades na última semana...

Beijãoo =*

Milla disse...

Ain que texto mais lindo! me fez ate sentir saudades de algumas coisas :)

beijos

Sara.M ;* disse...

Que texto íncrivel, eu fiquei com saudades de tudo que já passei,até mesmo as quedas e as decepções, hoje eu sei que serviram pra alguma coisa ;)

Calvin disse...

O incrível é que só nos lembramos das coisas boas. Termino o colégio esse ano,e com certeza, sentirei saudades dele.E vou sentir porque esquecerei das vezes em que fui obrigada a aprender coisas que não sentia vontade, a apresentar conviver com pessoas idiotas que eu não gosto. Mas a saudade dos meus amigos, da falta do que fazer, das avaliações sem estudar, de poder copiar trabalhos da internet, da adrenalina de colar e dos professores legais me farão esquecer de tudo o de ruim,lembrar e sentir falta do que foi bom. Isso que é a saudade,a falta apenas das coisas boas :)