segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Hoje, amanhã e algo do tipo.


Ultimamente estou pensando muito nesses lances da gente ter uma única chance para viver. Daí pergunto quanto vale o silêncio. O abraço não dado. A palavra não dita. A opção nunca assumida. E a risada jamais solta. Então eu fico embaixo desse sol gelado das sete da manhã pensando comigo mesmo sobre esse negócio todo de desperdiçar nossa opinião por bobagem. Será que vale a pena abaixarmos a cabeça por medo de errar ou de causar má impressão? Será que não gritar, fugir, exigir e sorrir não está fazendo com que o tempo escorra entre os dedos e nem se quer fechamos a mão? Alguém aqui já parou pra pensar o tempo inimaginável que existe eternidade adentro e somente temos alguns anos para sermos nós mesmos, e frequentemente desperdiçamos essa chance?
Existe um fato inquestionável: todo segundo tem gente morrendo e tem gente se esquecendo, e em algum desses segundos pode ser a gente mesmo, porque nisso não existe imunidade à ninguém.
Amanhã ou depois pode tudo explodir, e o que você fez até agora? Quantas vezes se declarou? Quantas vezes se impôs? Quantas vezes deu a cara pra bater? Quantas vezes foi realmente feliz? Sei lá, pode ser bobagem minha, mas penso que estamos aqui é pra fazer alguma coisa valer a pena... Porque quando acabar, o que lhe será cobrado não serão seus erros, e sim quantas chances jogou fora.


Afinal, qual é o valor do ato nunca cometido?

9 comentários:

Natália Corrêa disse...

É como dizem, a maior parte das pessoas deixa pra viver amanhã. E se amanhã não chegar? Ando pensando nisso também... "viver tudo intensamente" fico repetindo mentalmente, como um mantra.

Felicidade Clandestina. disse...

Carpe Diem *-*


Beijos flor.

isa e claaudinha disse...

aaah, eu concordo total com o post, e mesmo lendo e relendo ele milhãoes de vezes, não acho coragem pra falar com ELE. kkk, podem me matar, eu deixo :*
muiitos beeijos, e o blog é perfeito *--*

Milla disse...

as pessoas dizem pra mim, 'enquanto você se questiona a vida passa' e acho que eles tem razão então essa frase meio que sempre está na minha cabeça. acho que aproveitar ao máximo sem ter medo do que está por vir ainda é a melhor saída :)

beijos

naty c.m disse...

Eu, sinceramente, nem sei o que dizer! *---*
Em um momento como esse, em que várias tragédias acontecem a todo instante, é impossível não pensar nisso tudo. E mais, não ficar tocado quando lê um texto como esse.
Por isso, valorizo muito a minha vida, minha oportunidade, meu tempo por aqui!
beijos

Felicidade Clandestina. disse...

SAUDADES ):

macksoara disse...

parabéns você escreve super bem e suas opiniões são bem interessantes !

e bom, adoooorei o final do seu post e concordo plenamente, deveriamos aproveitar mais o nosso presente em vez de sempre esperar ! ;*

LETÍCIA disse...

Concordo com você! E como diz a música: "vamos viver tudo que há pra viver..." ;)
se quiser seguir meu blog, eu ficaria grata! ;*

Inês (YumeYume) disse...

Eu custumo dizer que só me arrependo do que não faço. Devemos sempre ir até mesmo ao fim, ser o que quisermos, errar quando for necessário errar (como é que aprenderiamos se tudo fosse certo?),desde que sejamos feliz assim.

Ser diferente? Sempre. O mundo não seria tão interessante se fossemos todos iguais e seguissemos o mesmo padrão.
;)

Ser feliz, é o qe importa.


(desculpa pela invasão)