quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Deísta, com orgulho.

Passei em frente de uma igreja esses dias, e concluí o que já sabia: Não acredito em religiões.
Fiz oito anos de catequese porque repeti o pré mais de três vezes, e saí quando estava na segunda etapa. Então me mudei para uma outra religião, muito mais regrada e tudo mais. Em ambas igrejas, tudo o que lembro de ter aprendido foi que isso e aquilo são pecados. Que ver The L Word é péssimo porque mostra muita gente fazendo "coisitas" erradas ("OMG! São lésbicas, que horror, que horror..." aff!), mas ouvir a merda da Hannah Montana não tem problema algum porque além das menininhas fofas ouvirem, não tem nada errado ali. Enfim, aprendi que determinadas coisas me levarão para o céu e que Jesus me amará se eu for tal coisa, mas uma grande maioria das coisas me levarão pro inferno e blablablá.
Sabe o que acho disso tudo? Que está errado!
Não que eu seja certa ou a dona da razão, mas também acho que eles não estão. Abaixar a cabeça e ser igual o resto não vão minimizar seus erros, pelo contrário, vão aumentar. Acima de qualquer homem designidado ou coisa parecida, está um Deus. Parece que o povo está passando por cima disso e ficando quase cego, alienado; todos querem parecer certos e bonzinhos, andar a favor da multidão porque acham que Deus amará isso... E ao mesmo tempo se esquecem que em momento algum Jesus amou os certos, os santos, ou os gênios, mas Ele amou as pessoas, e, pelo jeito, continua amando.


P.S.: Aliás, "deísta" é quem acredita em Deus, mas não segue nenhuma religião.



/marrysempaciênciaparapréjulgamentos,bjs.

2 comentários:

INtensa disse...

É horrível ouvir nas igrejas coisas assim, tão homofóbicas. Sei lá, igrejas deveriam ser o lugar onde mais falam de amor, e estranhamente é um dos que mais oprime as outras formas de amar.
'Pecado' é não saber amar, tem gente pequena demais pra entender as dimensões do amor.

For me and you ( ? ) disse...

Sério comecei ler agora teu blog e amei mesmo. esse texto me chamou a atenção por causa do preconceito e também porque eu assino abaixo de TUDO o que tu falou. existe uma coisa chamada liberdade e as igrejas acham que isso é pecado, as pessoas não podem fazer coisas diferentes NADA. Isso é o que irrita a cabeça pequena destas pessoas, mas tem gente que acredita em tudo mas que consegue ser feliz mesmo assim então que sejam felizes com essas religiões.