segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Geralmente não se explica. [1]

- O que você pretende ser quando crescer?

(Quero seguir tudo o que acredito, sentir o gosto da cerveja na boca e pegar carona com amigos de noite, viajar sem rumo até a gasolina acabar e não ter posto nem celular. Sentir o vento direto no rosto enquanto vejo a paisagem passar o mais rápido que o motor puder. Provar que não preciso ser grande coisa e nem ter grandes imóveis para ser feliz. Pagar o menor imposto possível, e dar o máximo de risada que conseguir. Quero fazer algo que me permite ensinar os outros que a vida é muito mais que somente decepções ou então empregados te servindo o tempo todo, que sinceridade tem muito mais haver com alma limpa e tranquila do que com fatos. Quero ser alguém que quero, e não alguém que querem que seja. Ser realmente livre, entende?).

- Ainda não sei ao certo.


P.S.: Estou fazendo uma série - que ninguém sabe se terá futuro ou não, na verdade decidi porque não sabia ao certo o título do post, rs - chamada: Geralmente não se explica. Tudo o que eu penso, mas não dá pra ficar explicando ou dizendo pra cada ser humano que pergunta. Rs.

7 comentários:

Luciana disse...

Juroq ue não vejo a hora dos outros post's. E ahco que, se respondesse isso cada vez que perguntassem, talvez as pessoas parassem pra refletir melhor sobre suas perguntas.
Lindo, mesmo. Gostei muito desse.

Beatriz Oliveira disse...

Penso exatamente como você. Às vezes, me dá vontade de viver um filme desses, sabe? Que a pessoa apenas vai, sem saber se volta ou se chega.

- gabs, disse...

Hoje meu pai veio me perguntar o que eu pretendo ser quando maior - só pra ir já me identificando com algum curso.
E a verdade é que eu não queria crescer, não queria ser nada. Só quero maior idade para beber, curtir e fazer tudo de errado. Às vezes, me revolta tomar decisões pro amanhã, e deixar de curtir o HOJE. Queria fazer tudo o que não posso, queria ser independente pra ninguém enxer o saco. Mas o que será que ele vai pensar se eu digo isso?
Afinal, quem segue as regras nunca se diverte :)

Beijo flor, ótimo começo de semana pra você!

Bárbara Fróis disse...

Eu tenho vontade de um dia comprar um trailer e sair nesse mundo a fora sem me importar com nada nem ninguém! É a melhor coisa que deve existir. ;) Espero os proximos posts. Hehehehehe
Bejos

Milla disse...

com certeza não se explica...até mesmo porque as pessoas sempre esperam algo mais de nós, sem nem se pergutarem o que nós realmente esperamos. as nossas escolhas devem ser sempre as mais importantes :)

beijos

Isa* disse...

tem um livro bem legal, famoso até, que se chama On The Road. Fala um pouco de tudo, mas basicamente é a história autobiográfica de quando o Jack Kerouac caiu na estrada. Não terminei de ler ainda, mas é bem legal por enquanto, eu recomendo.

enfim ,hoje também tinha feito um post sobre "o que quero ser quando crescer"

naty c.m disse...

É essa sensação de liberdade que invejamos por toda a vida!
Espero, sinceramente, que consiga encontrá-la! :*