terça-feira, 8 de setembro de 2009

À Luciana Fiuza.

Definitivamente, Luciana, é dificilíssimo escrever sobre você. Não que eu não te conheça, ou que você seja toda complicada; é que muitas vezes tenho a nítida impressão que você está acima do bom ou do péssimo humor, acima de qualquer irracionalidade e dos defeitos e perfeições. Você simplesmente é única. Com todos seus desenhos incrivelmente perfeitos, com todo o seu mundo aos avessos, cheios de formulas e interrogações.

Enquanto você fala que ninguém te adora, ou que acabará solteira, você passa por cima de todo seu sorriso branco em contraste com sua pele morena, toda sua inteligência e talento. Você não percebe que qualquer pessoa poderia estar fazendo nada, ou nem se importando com os amigos, mas você não é assim, não é qualquer pessoa. Você é aquela que passa a tarde ensinando sua prima de dez anos a estudar pra prova, e depois no MSN me ensina química, física e inglês; que me faz rir e do nada vem com desenhos de mim, ou de um conto da Clarice Lispector. Uma das pessoas mais esforçadas que já vi, que tem aquela tartaruga depois do seu nome no nick (e é por isso que te identifico). Você, Lu, é uma das raras pessoas que eu nunca (nunca mesmo) chamei de amiga, ou qualquer coisa do genero, e sempre te considerei extremamente, pois, na nossa amizade, nominações não são precisas.

Eu sei que você é toda feita pela razão, e eu toda feita pela emoção, mas por mais que você virar um robô e se sentir sem amigos, lembre-se que você vai ter a minha total amizade, porque um dia (no começo do ano) eu te disse que eu continuaria sendo sua amiga por mais estranha e robótica que você estivesse, e eu vou cumprir. Porque eu te adoro (e, sim, te acho demais!).

Te adoro, eternamente.

Da sua Hássio, El niño ou simplesmente (extremamente emocional) Marry.



P.S.: E esse blog somente existe por grande insistencia sua!


9 comentários:

May disse...

Babei muito muito muuuuuuuuuito no desenho *-*

Calvin disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAhhhh.
Não sei, sério. Me sinto, sei lá, como se tivesse recebido algo muito maior do que mereço.
Sabe o quanto sou devota do seu jeito de descrever as coisas, de tranformar tudo o que é feio, esquisito, triste, chato, em algo lindo.
E dessa vez, eu fui a transformada.
Nem sei o que dizer.
Obrigada MESMO, Marry *-*

Milla disse...

ahh que desenho liindo *--* amei! e o texto é muito bonito também, são exatamente essas pessoas que não chamamos de amigos que valem tanto para nós *-*

beijos

Rafael Cotrim disse...

Eu preciso de mais Lucianas em minha vida. ;S

Isa* disse...

ai, que lindo!
e Luciana, por falar nisso, me desculpa que uma vez te chamei de menino nos comentários! ihauahua

Madalena disse...

Amizade é tudo de bom mesmo né? (:
As vezes pessoas totalmente opostas como você e sua amiga, se fazem super bem... É a vida. Adorei o desenho, o dragãozinho é lindo *-*

http://inspiracoes.freehostia.com/index.php

Julih' disse...

OHO!
Que lindoo mesmoo cat'
ADOREI, e descobri que devia valorizar as "luciana"s que tem na minha vida, sao muito valiosas nao éh??!
Bom, ameei o blog né -.-

jadeamorim.com disse...

Ah que liiindo! *-*
Muuuito legaal la deve ser!
E óo, sabe aquela imagem que você me mandou? Eu mesma estou mudando a cor... falta muito pouco, mas tenho que se você vai querer a cor que eu escolhi! =)

ps: Tem selinho no bloog (eu que fiz o selinho!) e te indiqueeei! *-*

Beijos!

Emy (Campainha Imperial) disse...

Maaarry! Lindo sentimentos!
estou de volta ao blog!!
beeijoooo